Verde que te quero verde: Magnésio e Obesidade

Os resultados de uma meta-análise publicada online em 23 de janeiro de 2013 no Journal of Nutrition revelou uma associação entre dietas que incluem maior quantidade de magnésio e menores níveis de glicemia de jejum e insulina. Mais uma vez o Magnésio brilha no controle do Diabetes e da Obesidade.

Pesquisadores americanos e europeus procuraram determinar a influência das variações genéticas associadas a traços de glicemia e no metabolismo de magnésio sobre a glicemia de jejum e os níveis de insulina, que são elevados na síndrome metabólica e diabetes tipo 2. “Evidências de estudos transversais e longitudinais, bem como estudos observacionais sugerem que as dietas mais altas em magnésio estão associadas à redução do risco de resistência à insulina e diabetes tipo 2, enquanto que em estudos de intervenção, magnésio suplementar melhora medidas de glicose e metabolismo da insulina em adultos, geralmente saudáveis, bem como aqueles com resistência à insulina e diabetes tipo 2 “, Adela Hruby e colaboradores.

Estes resultados apontam mais uma vez o papel deste nutriente no tratamento não só do Diabetes, mas da obesidade e até mesmo de Síndrome dos Ovários Policísticos. Fique atento ao consumo de folhas verdes, pois a clorofila (pigmento verde) é riquíssima em magnésio!

Aprenda a preparar a sua clorofila em casa:
-8 folhas de couve
-1 xícara de salsinha
-1 pepino

Se você tiver em casa, use broto germinado de semente de linhaça – 2 col. sopa. Bata tudo no liquidificador com água o suficiente para liquidificar. Passe em uma peneira fina e guarde em formas de gelo.

Dra. Patrícia Alves Soares
Especialista em Nutrição Biomolecular
Especialista em Nutracêuticos
Especialista em Oxidologia