Queijo: Amigo do HDL

Um ensaio clínico randomizado publicado no “Journal of Clinical Nutrition reforça o que pesquisas anteriores já haviam identificado: comer queijo é ótimo para a saúde, pois aumenta os nossos níveis da lipoproteína de alta densidade (HDL) – conhecida pela proteção contra doenças cardiovasculares e metabólicas. Os pesquisadores realizaram o ensaio clínico com 139 adultos por 12 semanas. Eles dividiram os participantes em três grupos: o 1º grupo ingeriu 80g de queijo com alto teor de gordura todos os dias; o 2º grupo comeu 80g de queijo com reduzido teor de gordura, também todos os dias; enquanto o 3º grupo trocou o queijo por 90g de pão com geleia diariamente. Após 12 semanas, todos foram submetidos a exames de saúde para medir os níveis de colesterol, glicose, triglicérides e insulina. Embora nenhum dos grupos tenha experimentado mudanças na lipoproteína de baixa densidade (LDL), aqueles que comeram queijo com alto teor de gordura tiveram um aumento do HDL. Um estudo recente feito no Japão descobriu que o consumo de queijo evita a acumulação de gordura no fígado e tem o potencial de melhorar os parâmetros lipídicos séricos – como aqueles que medem o risco cardiovascular. Já uma pesquisa de 2015 verificou que o queijo pode ser a chave para um metabolismo mais rápido e redução da obesidade.

Referência:

Farinaz Raziani, et al. “High intake of regular-fat cheese compared with reduced-fat cheese does not affect LDL cholesterol or risk markers of the metabolic syndrome: a randomized controlled trial”. American Journal Clinical Nutrition, 2016.

Satoshi Higurashi, et al. “Cheese consumption prevents fat accumulation in the liver and improves serum lipid parameters in rats fed a high-fat diet”. Dairy Science & Technology, 2016.

Hong Zheng, et al. “Metabolomics Investigation To Shed Light on Cheese as a Possible Piece in the French Paradox Puzzle”. J. Agric. Food Chem., 2015.