Ferro de origem animal: Cuidado!

Ferro de origem animal contribui com aumento de Doenças Cardiovasculares – Um alerta para mulheres que pararam de menstruar –Pesquisadores da universidade de Nanchang, China realizaram uma ampla pesquisa em torno do papel do ferro sobre as doenças do coração.

O ferro heme pode contribuir para o desenvolvimento de aterosclerose por catalisar a produção de radicais livres do tipo hidroxila e promover o aumento de LDL. No entanto, os achados epidemiológicos sobre a associação entre a ingestão de ferro heme e risco de doença arterial coronariana (DAC) eram inconsistentes, esta pesquisa analisou trabalhos científicos de relevância epidemiológica produzidos desde 1966 ate o ano de 2013, e os resultados apontaram que  nestes trabalhos os indivíduos estudados que consumiam mais ferro na alimentação, em especial o ferro heme, tinham 31% mais chances de sofrer DAC.

Analisando que o ferro heme é proveniente de produtos animais como carne, ovo, leite e derivados, os resultados chamam a atenção principalmente em um período de alto estimulo ao consumo de carnes vermelhas com proposito de reduzir peso (dietas hiperproteicas), vale lembrar que no Brasil, os produtos como farinhas de trigo já são enriquecidos com este nutriente que deve ser contabilizado mesmo quando comemos pão e massas.

Para evitar a absorção exagerada de ferro, devemos aumentar na dieta alimentos como café, chá verde e ate mesmo uma fonte de cálcio como gergelim ou suco verde apos refeições com carnes.

Antigamente evitávamos estas associações, sobretudo em mulheres devido ao sangramento mensal, mas pelo aumento de casos de DACs neste grupo, e com uso de contraceptivos que interrompem o processo da menstruacao, temos sempre que prestar atenção no nosso consumo de alimentos fonte de ferro. O excesso de ferro no sangue provoca envelhecimento celular acelerado, desbalanco do cálcio ósseo, facilita a sobrevivência de fungos como a Cândida albicans e Escherichia coli, problemas muito comuns em mulheres. Fique atenta!

Dra. Aline Pena