Entendendo o Vinagre de Maçã

O vinagre de maçã é um tipo de vinagre obtido a partir da fermentação da sidra de maçã. Durante o processo de fermentação, o açúcar presente na sidra da maçã é quebrado pelas bactérias e leveduras em álcool e, em seguida, em vinagre. Como outros tipos de vinagre, o vinagre de maçã contém ácido acético, além dos ácidos lático, cítrico e málico. Estudos ao longo dos anos, têm mostrado que o vinagre de maçã pode ter inúmeras funções benéficas no organismo – nos níveis de açúcar no sangue, colesterol entre outros. Basta usar corretamente, respeitando-se algumas exceções para as quais o consumo do vinagre pode ser arriscado.

Ação no Diabetes Tipo 2
Alguns estudos sugerem que o vinagre de maçã pode beneficiar as pessoas com diabetes. Em um estudo de 2007 publicado na Diabetes Care, por exemplo, os pesquisadores descobriram que os pacientes com diabetes tipo 2 que consumiram duas colheres de sopa do vinagre de maçã antes de dormir apresentaram mudanças favoráveis nos níveis de açúcar no sangue na manhã seguinte.

Obesidade
Poucas pesquisas alegam que o vinagre de maçã pode promover a perda de peso. No entanto, um pequeno estudo, publicado em Biociências, Biotecnologia e Bioquímica em 2009, mostrou que as pessoas obesas que consumiram ácido acético diariamente durante 12 semanas experimentaram reduções significativas no peso corporal, gordura abdominal, circunferência da cintura, e triglicérides. Em testes com roedores, outro estudo de 2009 publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry mostrou que o ácido acético pode ajudar a prevenir o acúmulo de gordura corporal e gorduras do fígado.

Colesterol
Publicado no British Journal of Nutrition, um estudo de 2006 revelou que ratos alimentados com ácido acético por 19 dias tiveram uma redução significativa nos níveis de colesterol e triglicérides totais.

Cuidado! Existem efeitos colaterais
O vinagre de maçã não diluído, na forma líquida ou pílula, pode danificar o esôfago e outras partes do trato digestivo, além dos possíveis danos ao esmalte do dente, se tomado puro.
Pessoas com osteoporose, baixos níveis de potássio, e aquelas que fazem uso de medicamentos para diminuição dos níveis de potássio devem ter cuidado!

 

Dra. Patrícia Alves Soares
Especialista em Nutrição Biomolecular
Especialista em Nutracêuticos
Especialista em Oxidologia