Dia do Combate à Hipertensão

No Dia da Prevenção e Combate à Hipertensão (26-04) é bom lembrar que a alimentação é peça-chave na manutenção da pressão arterial, e existem nutrientes poderosos que auxiliam no controle da pressão arterial ideal por meio de diferentes ações no organismo.

Suco de Beterraba
Um estudo publicado no British Journal of Nutrition, em 2012, comparou o efeito de 100g de extrato de beterraba roxa e branca sobre a pressão arterial de indivíduos normais. Os resultados mostraram que o Nitrato – presente em abundancia na beterraba (posteriormente convertido a NITRITO pelas bactérias bucais e intestinais) – foi responsável pela redução da pressão arterial de forma significativa, de 15×9 mmHg para 13×7 mmHg – o simples uso de 100g de extrato de beterraba.
Algumas opções para incluí-la na alimentação diária são o suco de beterraba (1/2 beterraba ao dia), ou a beterraba liofilizada em pó – que pode ser acrescentada às preparações como sopas e arroz integral ou quinua!

Chocolate amargo
Outro estudo conduzido na Itália, publicado no American Journal of Clinical Nutrition, mostrou que o chocolate amargo reduziu a pressão arterial de 11×8 mmHg para 10×8 mmHg. Pode parecer pouco, mas a iguaria é mais valiosa do que parece – além da pressão arterial, o chocolate amargo se mostrou eficiente em reduzir a resistência à insulina (RI) – grande vilã na síndrome metabólica, em conjunto com a hipertensão.

O verde dos vegetais
Para combater o sódio, vilão da hipertensão, a dica é apostar no verde. A clorofila (pigmento verde encontrado nos vegetais) é uma das maiores fontes de magnésio que encontramos na natureza. Em níveis normais na corrente sanguínea, o magnésio ajuda na excreção do sódio.
Conduzida por pesquisadores do Departamento de Medicina do Centro Médico Albert Einstein, na Philadelphia (EUA), a meta- análise de 22 estudos com 1.173 adultos, com pressão arterial normal e aumentada, concluiu que a suplementação de magnésio, de 3-24 semanas, resultou na redução da pressão arterial sistólica por 3-4 mmHg e pressão arterial diastólica por 2-3 mmHg.

Algumas das fontes de magnésio são amêndoas, castanha de caju e as folhas verdes.

Dra. Patrícia Alves Soares
Especialista em Nutrição Biomolecular
Especialista em Nutracêuticos
Especialista em Oxidologia